Papeando: Homossexualidade

Postado por Dayanne às 11:52

Hoje o blog vai entrar no assunto super polêmico, que gera muitos preconceitos: A homossexualidade. Tenho um amigo desde a minha infância chamado Lucas - que é homossexual - e fiz uma entrevista muito legal, com 10 perguntas onde ele contou um pouquinho da sua vida e dificuldades que enfrentou durante o seu caminho.








1- Como você se aceitou, e com qual idade descobriu que era homossexual?
A aceitação naturalmente ocorre logo após pontos ápices de não-aceitação. Para eu me aceitar primeiramente eu passei (sem querer) por uma fase de negação do que sou e quem sou . Querendo até mesmo acabar com minha vida. Isto iniciou-se a partir dos meus 13 anos, final do ensino fundamental. Na qual, felizmente no mesmo período comecei a me relacionar musicalmente e artisticamente com cantores Pop. Assim ocupando meu tempo e me aceitando aos poucos. Logo após comecei a praticar vôlei, e neste ambiente visualizei pessoas que passavam pelo mesmo que eu . Assim, nasceu uma força dentro de mim mesmo. A aceitar quem eu sou.

Festival de cores (Lucas e Rodrigo)

 2- Como sua família e seus amigos reagiram quando você contou para eles? 
Primeiramente sobre amigos : Foi tudo SEMPRE tranquilo e acolhedor. A primeira pessoa que eu contei foi para uma amiga na 8° serie, e a partir daí sempre compartilhei da minha vida para meus amigos, que, em 99 % eram do sexo feminino. Já no caso de familiares não foi nada fácil . Ocorrendo brigas, ameaças. Até mesmo relacionando religião ao assunto, e negação como filho/ irmão e outros. Foi a fase mais complicada da minha vida. Mas minha decisão foi nunca chorar e garantir a todos que seus pensamentos iriam mudar .

3- Já sofreu algum preconceito por causa da sua opção sexual? Como lidou com isso?
 O preconceito sempre existiu mesmo antes de minha CONDIÇÃO (pois no caso ninguém escolhe ser assim, portanto não sendo opção). Antes mesmo de estar exposto, como nasci desta forma sempre houve piadas de mal gosto como Bambixa . Com isto eu sempre fui me relacionado mais com meninas . Tanto como amizade como afetivamente mais intimo. Sim, eu me relacionei com muitas garotas antes de sentir em mim mesmo que estava me enganado e que não era isto que eu queria pra minha vida .

4- No seu ponto de vista, como anda o pensamento geral da população ao se deparar com homossexuais?
 Excelente! Em relação a anos antes nós estamos caminhado no ritmo correto. Ou até mesmo além do que estaria sendo normal. Cada ano que passa, autoridades, famosos, anônimos e outros vêem abrangendo este tema com a maior naturalidade. Assim causando um impacto tanto positivo quanto negativo na humanidade. O que é bom! Pois pelo menos, nos faz pensar sobre o assunto, faz o cidadão colocar o contexto nas mesas de suas casas. Garantindo assim, que em anos tudo será ainda mais diferente. Mas logicamente muita coisa há de mudar. Principalmente a homofobia.

Festival de cores

 5- Na paquera, é mais difícil ou mais fácil?
 Bom, atualmente eu felizmente estou noivo, e já morando junto, e com ele até que foi fácil pois nos conhecemos em um site de relacionamento. Mas em geral pode se considerar médio em dificuldade. Pois os gays nomeiam uma “habilidade” que temos em perceber quem é ou não gay de “Gaydar”. Assim, as chances de olhar para um hétero é mais difícil, mas pode ocorrer. E isto que é o mais interessante, pois o homossexual tem que trabalhar em dobro o ato da conquista e da descoberta . Tanto por olhares, movimentos e aquela virada de cabeça para você. Por fim varia muito do local e da situação.

6- Qual conselho você daria para quem ainda não teve coragem de contar para os pais?
Isto para mim é como um troféu na vida de uma Família. O quanto antes melhor !. Tudo muda quanto antes é contado. Minha dica é você se aceitar por meio de própria glória, se amar, com isto você saberá que quem lhe ama continuará o amando de qualquer forma. Ignorar as opiniões negativas e possíveis consequências. Neste caso não se pode globalizar. Seja você mesmo.

Guarapari
7- Na sua opinião, os homossexuais e lésbicas são facilmente identificáveis ?
 Sim e Não. Como eu disse conseguimos distinguir mais fácil quando alguém é. Mas sempre existem aqueles que por não aceitar a si mesmo não aparentam a sociedade. Infelizmente estes geralmente se enganam e enganam a outros .tendo relações heterossexuais e homossexuais . Há também os reprimidos, na qual escondem por medo sua opção. Eles não estão errados. A sociedade que está ao apresentar perigo para os mesmos.

8- Uma frase/cantor(a)/atriz ou ator que te inspira. Porque? 
Se tratando de cantor e homossexualidade o maior motivo pelo qual hoje estou vivo provém da Cantora Pop Lady Gaga, na qual desde a oitava série me dispõe de auto aceitação. Com ela eu aprendi a me amar antes de tudo e a saber que Deus não comete erros. Ela é um dos meus maiores amores em minha vida. Devo muita coisa a ela. Duas frases que me inspiram:



9- Quais são os seus sonhos e projetos para o futuro? 
Para o futuro eu planejo primeiramente unir minha relação com a família de meu noivo,  no momento este é meu sonho. Pois desejo visualizar a aceitação deles tanto para comigo quanto para seu filho - Rodrigo - meu amor. Desejo crescer profissionalmente em alguma área artística, preferencialmente em dança. E me formar e estabilizar junto ao meu noivo. Minha personalidade é forte e sempre quis ser o centro das atenções. Portanto amo transmitir a aceitação e a arte. Esta é minha vida.

10- Qual recado você deixaria para todas as pessoas que tem preconceito quanto a opção sexual dos outros? 
Primeiramente eu gostaria de deixar um recado para quem possui preconceito contra si mesmo, na qual pratica homofobia dentro de seus próprios coração. Isto é, não se aceitar! Se ame! Se aceite. Seja um humano feliz .Viaje e ame os outros. Já para praticantes de homofobia eu acredito que em suas vidas há a falta de algo que utilizam do preconceito para substituí-lo. Praticar o preconceito aos homossexuais não irá mudar a escolha da vida em existir amor entre pessoas do mesmo sexo. Isto não resolve nada!

O melhor a se fazer é adequar a situação . Que por acaso, pesquisas cientificas já vem comprovando que realmente não é um acidente ou uma escolha. Realmente as pessoas nascem assim . Portanto deixem todos serem felizes. Não existe nada melhor do que a Liberdade . Tendo 10, 20 , 40, 60 anos . Sejamos todos livres e felizes. Eu acredito que este mundo não nos pertence. Portanto não nos pertence também querer manter o controle do próximo. Para finalizar deixo um recado para a religião . – NÃO seja hipócrita , vocês sabem que não é assim !

 Obrigado Dayanne, Obrigado Sentimento Singelo !

Lady Gaga Show (Frase: Eu nasci para ser livre)






Então é isso gente, espero que tenham gostado! Gostaria de agradecer a participação especial do meu amigo Lucas e dizer para ele que eu o admiro muito, e quero que ele seja sempre feliz!






6 comentários

6 comentários:

Lucas Bambirra disse...

Amei estar presente em um de seus Papeando Day ! Espero que seu blog cresça cada vez mais e que esta entrevista seja útil para muitos leitores , Agora estou no aguardo de minha playlist . HAHA. Beijos, Te Adoro minha Amiga :t

Cilas Machado disse...

Adorei. Sabe, um grande sábio disse um dia: "Abandonem essas ideias de serem homens e mulheres! Somos todos seres humanos. Ser um homem ou uma mulher é uma coisa muito superficial. Não façam muito alarde sobre isso, isso não é algo tão importante; não façam disso uma grande coisa." Osho. E, mais que dizer isso é nós começarmos a viver com isto. Acredito, profundamente, que não tenhamos gêneros e que somos muito mais do que enxergamos atualmente, o espiritismo vê as pessoas como alma e a alma não tem sexo... Só esta lá, com a sua essência.

Hoje mesmo estava conversando com uma amiga na faculdade, ela me disse que era contra homossexualismo, pois não era uma coisa natural. Eu a mandei ter cuidado com o que ela pensa ser natural, pois o natural é biológico e vindo dessa bio: podemos observar os cães, eles relacionam-se entre macho e fêmea; fêmea e fêmea; macho e macho... Sem problema algum. Isso é ser natural, natural é relacionar-se independente de qualquer coisa. Mas agora o que faz o assunto ficar polêmico é a nossa construção social, pois constantemente somos postos a prova e nos moldam de um forma que querem: é apontado assim, um padrão de beleza (ex: loira de olho vermelho?), um padrão de relação (heterossexual), um padrão de estilo (roupas pretas do rock, mini-shorts do funk, correntes do hip-hop)...

Temos que ser mais o que somos verdadeiramente, temos que ser mais naturais.

Grande beijo nesse grande blog. :*

http://umaestrelanochao.blogspot.com.br/

Luanda Ribeiro disse...

Esse é um assunto polêmico mesmo! Mas é MUITO importante tocar nesse assunto, já que tem muita gente com preconceito por aí, o que é muito triste. A gente tem visto alguma evolução, como o reconhecimento da união estável homossexual, mas tem muito o que mudar :/ MUITO BOM seu post, de verdade!

Ellen Alves disse...

Acho que temos que acima de tudo respeitar a vida sexual de cada um! E deixar cada um tomar conta da sua vida!
Beijinhos
Elinha <3
http://www.momentosassim.com

Babi Furtado disse...

Gostei muito da entrevista e desejo toda felicidade pra ele. Meu melhor amigo é gay, mas passou por essa fase de negação. Hoje ele se ama do jeito que é e tem o apoio total de todas as amigas e amigos dele <3
Bisous <3
needfulglam.blogspot.com
www.facebook.com/needfulglam
insta: @babifurtado

Dayanne disse...

Lucas: Muito obrigado por participar.. e pode ter certeza que será muito útil :t

Cilas: Muito interessante seu comentário, e inteligente! Muitas pessoas hoje em dia ainda carregam consigo esse preconceito e aquela mania de seguir os padrões. Acredito que acima de tudo, a pessoa estando felliz ja esta de bom tamanho. Independente da sua religião, raça, opção sexual. Muito obrigado pelo comentário! :t

Luanda: Verdade! Ainda tenho a esperança de um mundo melhor.. e não custa nada tentar mudar o pensamento de algumas pessoas né? Obrigada pela visita e comentário :t

Ellen: Concordo plenamente. E quem dera se todo mundo pensasse assim né? Muito obrigado pelo comentário

Babi: Muito obrigada linda! Ainda bem que seu amigo passou por essa fase, acredito que essa é a pior e talvez até mais do que enfrentar os preconceitos dos outros... Obrigado pelo comentário :t

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t

Olá, se você chegou até aqui não deixe de expressar sua opinião sobre o post :) Caso tenha um blog, não esqueça de deixar o link tá? Muito obrigado pela visita e volte sempre :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Sentimento Singelo Copyright © 2012 - Design by Dayanne Cassimiro - Ilustração: Malipi